Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2016

Pai novamente

E são nestes momentos noturnos que fico a pensar na falta que me fazes. Não tens noção das noites que passo em branco a pensar como poderia ser diferente, como tudo isto podia ser evitado, não fazes mesmo noção de nada do que sinto. Talvez nunca tenhas sentido o que sinto, talvez a tua vida tenha sido diferente, mas também os teus tempos eram outros, mas mesmo assim um pai faz sempre falta e eu não te tenho, aliás não me lembro de alguma vez te ter tido. Tenho dias em que só penso em ti, e tenho outros em que penso que talvez tenhas as tuas razões... não, tu não tens razões, não existem razões para abandonar um filho, isso é mesmo cobardia, e a meu ver deveria ser crime. Tu sabes lá o que eu dava para tudo ter sido diferente, para te ter desde sempre e para sempre, para saber qual a sensação de ter um pai... sim não sei se sabes mas eu não sei qual é a sensação, não consigo considerar alguém como pai sabendo que eras tu, e acho tão mau tu não entenderes isso. Será que não tens dois de…